A Metafísica Nietzschiana Do Jogo

Autores

  • Eugen Fink

Palavras-chave:

Texto Clássico

Resumo

O breve ensaio A metafísica nietzscheana do jogo foi originalmente apresentado por Fink sob a forma de uma conferência seguida de arguição por parte de uma comissão avaliadora, no contexto relativo à obtenção de sua livre docência (Habilitation). O texto foi apresentado em 9 de março de 1946 à Faculdade de Filosofia da Universidade de Freiburg im Breisgau, Alemanha, e marcou a retomada das atividades acadêmicas de Fink logo após o fim da Segunda Grande Guerra. Como tese de habilitação, no entanto, Fink apresentou o texto da VI Meditação Cartesiana, escrito mais de uma década antes, durante o período de sua colaboração com Husserl, como a conclusão do projeto de publicação da versão atualizada e revisada das Meditações Cartesianas na Alemanha – projeto que, como se sabe, fracassou. Dentre as muito especuladas razões para esse malogro, o posicionamento crítico contumaz de Fink em relação ao texto das cinco primeiras meditações de Husserl, para as quais ele redigiu inúmeras alterações e até mesmo versões inteiramente novas, desempenhou certamente um papel fundamental3. – Em 16 de maio de 1946 e, portanto, após a bem-sucedida obtenção do título de livre-docente, da apresentação do texto da VI Meditação Cartesiana e da subsequente apresentação e discussão do ensaio que ora aparece em sua primeira tradução para o português, Eugen Fink foi nomeado docente da Universidade de Freiburg.

Biografia do Autor

Eugen Fink

Apresentação e tradução do alemão por Anna Luiza Coli e Giovanni Jan Giubilato.

Publicado

2020-12-22

Como Citar

Fink, E. (2020). A Metafísica Nietzschiana Do Jogo. Phenomenology, Humanities and Sciences, 1(3), 518-524. Recuperado de https://phenomenology.com.br/index.php/phe/article/view/69